sábado, 12 de abril de 2008

Sábado: 12-04-2008 - Artigo para o jornal

Tão cães quanto nós

Guilhermo Habacuc Vargas, um pseudo “artista de arte” da Costa Rica, expôs em Outubro de 2007 numa galeria na Nicarágua um cão vadio faminto sem comida e sem água. Capturou o animal na rua e manteve-o preso na exposição por uma corda curta à vista de todos. Ninguém alimentou ou deu de beber ao pobre cão que acabou por morrer com tantas pessoas a assistirem totalmente indiferentes ao que se estava a passar. Como é possível nada ter sido feito para defender um inocente da maldade humana?

Numa das paredes da galeria estava escrita uma frase com comida de cão que dizia " És o que lês". Macabro, no mínimo.

Nenhum ser merece tamanha crueldade! É importante que as pessoas compreendam de uma vez por todas que o conformismo torna-nos ainda mais criminosos do que os assassinos que cometem este tipo de crimes.

O pior é que o "artista" foi escolhido para representar o seu país na Bienal Centro Americana Honduras 2008 e receber um prémio pela sua “obra”.

Vamos impedir que isto aconteça assinando a petição: http://www.petitiononline.com/13031953/petition.html

Arte ou barbaridade?? Neste caso é muito ténue a diferença.

4 comentários:

SCOTTY disse...

Olha amigão cá em casa assinaram todos até o dono mais novo. E a dona pediu a outros amigos que as vezes não estão tão atentos para o fazerem também.

Penta disse...

Olá. Fizeste bem referir esse assunto. Só não concordo plenamente contigo num aspecto. Não considero ténue a diferença entre arte e barbaridade, É BARBARIDADE MESMO! Quanto a quem assistiu sem nada fazer, nem tenho palavras para descrever! Indiferença?! Neste caso, também a indiferença é barbaridade pura.
Quanto a ti, continua o belo trabalho. Uma vez mais, parabéns.
Penta e donos

Adoro-vOS Cães disse...

É triste mas é bom dar a conhecer as pessoas!
Eu já assinei !
Parabéns amigO! não duvides que estás a fazer um optimo trabalho e que tas a ajudar!

bjks

Van Dog disse...

Também acho que é barbaridade pura. O pior é que este #$%%"$ parece estar a beneficiar com a publicidade que resulta da barbaridade...
Também já assinei, já que não o posso eliminar da face da terra...