sábado, 9 de agosto de 2008

Artigo de Sábado 03-08-2008

Tão cães quanto nós

Cães – Guia

Um cão-guia para cegos é um animal educado durante dois anos para conduzir o dono em segurança nas suas deslocações, utilizando o arnês para comunicarem um com o outro.

O cão-guia evita todos os obstáculos com que o dono possa colidir, quer os que se encontram no solo, como carros mal estacionados, postes, pessoas e até excrementos de outros animais, quer os que ameaçam a cabeça do cego, como ramos de árvores, por exemplo. Desvia-o dos buracos no pavimento, escolhe o piso menos acidentado e evita que a pessoa invisual pise as poças de água. Procura-lhe um lugar vago no autocarro ou num café, leva-o até ao balcão de atendimento nos estabelecimentos comerciais, encontra-lhe a máquina multibanco ou telefone público mais próximos, localiza as passadeiras para peões e impede que o dono atravesse a rua quando estão carros a passar.

Até 1996, quando nasceu a primeira escola portuguesa de cães-guia, Portugal era o único país da União Europeia que não dispunha desta ajuda técnica para os deficientes visuais.

Mais uma vez temos presente a grande ajuda que o cão oferece ao Homem. Sem dúvida alguma que é o nosso melhor e mais fiel amigo, presente nas nossas vidas em todas as fases, boas e más, e sempre pronto a ajudar-nos. Já o Homem continua com uma forma bastante cruel de lhes agradecer por tudo o que eles são para nós.

É muito importante mudar as mentalidades das pessoas, ensinar-lhes e mostrar-lhes o quão maravilhosos são os animais, sensibiliza-las para os respeitarem e tratarem com dignidade.

Ninguém se poderá queixar de solidão podendo ter um animal que é uma mais valia para o nosso bem estar físico e psicológico.

Acarinhe uma animal, dê-lhe de comer e de beber, perca uns minutos das horas do seu dia e dedique-o a eles. Ficar-lhe-ão agradecidos para sempre.

1 comentário:

Pandora disse...

Olá,
Por acaso tenho a sorte de ser amiga de uma familia, que é familia de acolhimento e treino de cães guia. já teve alguns que depois foram entregues e eu conheci-os a todos. São fantásticos e amigos do seu amigo. Todos eles sabem bem o que devem fazer quando estão em trabalho, mas quando eu apareço esquecem as formalidades e praticamente me sobem para o colo, hehehehe, eles não podem fazer isso , mas sabem que eu não me importo, lol.

Ás vezes fico a pensar que os humanos são a pior raça que jamais hesistiu á face da terra e eu pertenço a ela. É triste.
Beijos


PS. gostei deste cantinho.