sábado, 19 de julho de 2008

Artigo de Sábado 13-07-2007

Tão cães quanto nós

Não compre um animal, adopte

Quando se pensa em ter um animal de estimação, a primeira preocupação é: onde o vou comprar? Tenho então uma sugestão: NÃO COMPRE, ADOPTE.

Os canis municipais e as associações estão repletas de animais para adopção, uns porque foram abandonados pelos donos, outros porque já nasceram nas ruas e sempre estiveram entregues à sua própria sorte. Seja qual for o motivo que os levou ao infortúnio da solidão ou do abandono, merecem ser felizes e nós podemos ajudá-los.

Cada um desses animais possui um olhar de tristeza, tem um semblante carregado de infelicidade, tem uma história de vida que nos deixa com o coração apertado. Muitas vezes sentimos e conseguimos ler na sua expressão sofrida e meiga ao mesmo tempo, um pedido de socorro que nos devasta a alma, quase que conseguimos ouvi-los dizer: “leva-me contigo, ajuda-me, tira-me daqui, tenho tanto amor para dar só preciso de uma oportunidade”.

O dinheiro pode comprar muita coisa, mas os valores e os sentimentos de um animal não há dinheiro nenhum que compre, porque podemos tê-los de forma gratuita.

Se está a pensar em adquirir um companheiro de quatro patas, dirija-se ao canil ou fale com as associações. Só assim poderemos salvar vidas de animais inocentes, sedentos de calor humano e ganhar um amigo para toda a vida.

"Primeiro foi necessário civilizar o homem em relação ao próprio homem. Agora é necessário civilizar o homem em relação à natureza e aos animais."


1 comentário:

Adoro-vOS Cães disse...

este artigo não esta repetido ? =S